Pra onde queremos ir? Design Thinking parte 1


Depois de 02 anos de intenso trabalho para estruturação da equipe assistencial do Hospital Santa Luzia é chegado um novo momento. Durante este período foi possível compor a equipe de modo a ter enfermeira e médico 24 horas por dia e 07 dias por semana. Reestruturação e ampliação da farmácia. A cozinha serve em média 410 refeições diárias e a Ala de Saúde Mental foi autorizada a trocar de portaria junto ao Ministério da Saúde pela visível melhoria nos serviços prestados, além de também ser credenciada para receber convênios, tais como, Unimed, BRF e SC Saúde.


Esta é a nova realidade, porém, qual o futuro do Hospital Santa Luzia? Quais os serviços a comunidade demanda e o Hospital não atende? Se o Hospital atender 100% pacientes SUS é possível manter os custos da operação? Quem é o dono do Hospital Santa Luzia? Enfim, para onde direcionar o Hospital?


Face a este novo desafio (melhorar e manter a sustentabilidade) os coordenadores estão com a missão de propor soluções para atender a nova realidade. O processo de proposição de soluções segue uma Metodologia Internacional chamada Design Thinking. Esta metodologia diz que a solução precisa ser dada levando em consideração as necessidades do "cliente", ou seja, não é o diretor do Hospital, não é o médico, não são os coordenadores que dizem para onde o hospital deve ir e sim o cliente. E neste caso quem é o cliente? A comunidade, ou seja, VOCÊ!!!


Durante a semana os coordenadores entrarão em contato com pacientes, colaboradores, empresas, secretarias de saúde, órgãos públicos, moradores, para levantar demandas e impressões. Como fruto das respostas é que as ações possíveis e desejáveis serão tomadas.


Portanto se entrarem em contato com você, por favor, solte o verbo e diga tudo o que você pensa e sente sobre o Hospital Santa Luzia. Seguramente desta maneira você ajudará a fazer um Hospital Melhor.


#hsantaluzia #saudemental #designthing

289 visualizações0 comentário