Idosos de 98 e 107 anos recebem alta do hospital e voltam para o Lar dos Velhinhos em Ponte Serrada

Eva e Carlito são as pessoas mais idosas a viver no asilo e estavam internados por problemas pulmonares


Os idosos ponteserradenses Eva Cordeiro dos Santos, de 98 anos, e Carlito Barreto, de 107, receberam alta do Hospital Santa Luzia, de onde estavam internados, e retornaram para o Lar dos Velhinhos São Roque, na última terça-feira, dia 11.

Eva deu entrada na unidade hospitalar no dia 6 de outubro, já Carlito, no dia 7, ambos por problemas de pulmão. Os moradores do asilo em Ponte Serrada ficaram acompanhados no hospital pelas cuidadoras do Lar no decorrer da internação.

Segundo a unidade, a dupla chegaram a contrair Covid-19 no ano passado, onde Calisto precisou ser hospitalizado pelos sintomas, melhorando logo em seguida, e Eva não.

Mesmo com uma idade já avançada, onde o idoso se torna mais frágil e debilitado, a recuperação dos dois é algo que surpreende a equipe médica.

"Considerando que a enfermagem ocupa uma posição estratégica e um papel essencial na assistência ao paciente, que vai desde a admissão até a alta hospitalar, e é o profissional com o qual o paciente tem maior proximidade durante a hospitalização, torna-se necessário que este avalie e preste o melhor atendimento aos idosos e seus familiares. Sendo que esse profissional realiza o cuidado direto ao paciente e sempre levando em consideração suas particularidades, como o exemplo desses dois pacientes, com suas limitações, onde a equipe soube muito bem prestar os cuidados básicos e necessários da enfermagem", comenta a equipe do hospital.

Conforme o médico Erick Takahashi, clínico-geral do Hospital Santa Luzia, o atendimento ao idoso deve ser feito de forma multidisciplinar, com vários profissionais envolvidos para tratar da saúde do paciente, que recebe muitos cuidados dentro do ambiente hospitalar.


Fonte: Oeste Mais. Clique aqui para ver a matéria completa.


#hsantaluzia #comunidade #ponteserrada

7 visualizações0 comentário